Danilo Balu lança o livro “O Nutricionista Clandestino”

Com o subtítulo “As razões para a crise de obesidade em um mundo cada vez mais gordo“, o livro é resultado de dois anos de pesquisa e foi uma forma encontrada pelo autor de organizar ideias de pesquisadores relativas à ciência em que se baseia a nutrição moderna, pondo em xeque a grande maioria, senão todos os conceitos em que fomos levados a acreditar por anos a fio (incluindo o próprio Balu).

nutricionista2Em release oficial, Danilo diz que “o livro está longe de apresentar uma solução simples e final para um problema tão complexo, mas busco nele o questionamento sobre a incrível falta de rigor que houve no estabelecimento de muitas das recomendações. É sobre uma história jamais contada e estudada nas faculdades de Nutrição.”

A missão do livro está em “trazer ao leigo, e também ao profissional de saúde, a origem esquecida e não contada de muitas das mais importantes recomendações, passando por mitos e distopias que envolvem o balanço calórico, a prevalência do carboidrato, o falso risco da gordura e mesmo as consequências de quando resolvemos adotar uma dieta com restrição de gordura (low-fat).”

Conversamos com Danilo Balu sobre o lançamento. Leia abaixo:

Por que você decidiu escrever o livro?

A resposta não é única. Primeiro, e é a mais ambiciosa, é que não há no original em português obras questionando a formulação das diretrizes e recomendações atuais da Nutrição. A segunda porque muitas pessoas conhecidas minhas vinham com esse tipo de pedido ao lerem alguns dos meus textos ou conhecendo algumas de minhas ideias. E a última foi uma maneira pessoal de organizar minhas ideias e posicionamentos.

Que tipo de pessoa você espera atingir?

Novamente há um pouco de ambição. Diferente de um Good Calories, Bad Calories (sem tradução), que é um clássico difícil de ser mastigado por um leigo, eu tentei escrever de forma que um leigo consiga entender as ideias porque tento ir desde a origem da formulação das diretrizes e recomendações. Já o profissional da área da saúde vai encontrar lá coisas que ele jamais aprendeu ou teve na faculdade, tanto na área da política, história ou estudos que foram esquecidos ou vergonhosamente ignorados. E falo isso com conhecimento de causa porque isso não me foi apresentado nem mesmo estudando na melhor instituição de ensino do país.

Em relação a briga (leia aqui) com algumas entidades da Nutrição (CRN, CFN, Sindicato…) você acha que “O Nutricionista Clandestino” consegue dar uma resposta à atura aos críticos?

O pior de tudo é que isso foi uma enorme coincidência. Um punhado de críticos jamais me faria escrever um livro. Mas uma coisa que eu ouvi muito quando falei – e repito! – que ir ao nutricionista esportivo é do ponto de vista do risco um péssimo negócio, foi que eu tinha que dar referências. E em um post de blog isso é quase impossível. Então no livro consigo expor minhas ideias com calma e referências. Sinceramente? Não tenho expectativa que nenhum deles leia. Eles preferem não acreditar. Mas, sim, agora fica mais fácil entender melhor alguns dos meus pontos de vista.

O quão você aprendeu a mais escrevendo o livro?

Sobre nutrição, enquanto eu escrevi foi pouca coisa, isso porque o livro é o resultado de anos de leituras, de organização de textos, estudos, livros e artigos. Mas hoje sei como é incrivelmente difícil você organizar as ideias de algo maior. Outro enorme desafio e ensinamento foi saber escrever de forma didática tendo sempre em mente que quero chegar em pessoas não-formadas na área da saúde. E além disso, conseguir expor uma ideia partindo do zero sem menosprezar o leitor e deixando expostas as enormes falhas nas quais se fundamentam muitas das diretrizes da Nutrição atual.

———————–

O livro, que tem 148 páginas, pode ser adquirido no site oficial (clique aqui) apenas em versão digital, por R$ 19.

 

0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes

    Formulário de Contato

    %d blogueiros gostam disto: